domingo, 7 de março de 2010

Completamente nua


Quantas vezes já nos aconteceu, irmos na rua e as calças rasgarem-se exactamente no rabo?
Quantas vezes já nos aconteceu, saírmos do wc com papel agarrado ao sapato?
Quantas vezes já nos aconteceu, irmos na rua com os sacos das compras e eles rasgarem-se no fundo e tudo cair ao chão?
Toda a gente olha, ri, mas ninguém diz nada, ninguém faz nada...

Bem, a mim ainda não aconteceu nada disto, felizmente, mas já me aconteceu entrar dentro de uma sala cheia de gente e sentir-me completamente nua, pois todos sabem o que sinto, o que penso... dá a sensação que no centro da sala, está uma mesa enorme onde todos estão a jogar às cartas e que estas são os meus sentimentos.
Acho que todos nós já nos sentimos assim inúmeras vezes, como se fossemos o centro das atenções, como se alguém quando olhasse para nós, não estivesse apenas a olhar para o nosso exterior mas também para o nosso interior como se já o conhecesse bastante bem dando a sensação que sabe tudo sobre nós, que estamos completamente nus para essa pessoa.

Eu odeio essa sensação, essa exposição dos meus sentimentos, pensamentos...
Prefiro estar bem mascarada para ninguém ver o meu interior verdadeiramente e expôr-me assim aos outros.
Prefiro ir na rua com a sensação que sou invisível e que simplesmente estou a caminhar nessa rua, a observar tudo à minha volta, completamente vestida.

Liadan Tussaud

(escrito por A.Teresa)

1 comentário:

  1. Acho que a tua percepção das coisas está um bocado ao lado da realidade. Por vezes é por não sabermos o que vai dentro de ti que agimos de maneira imprórpia por não sabermos o que te vai magoar ou não :S
    Sê tu, independentemente do que os outros saibam de ti ou não!

    ResponderEliminar