domingo, 7 de março de 2010

"O que me faz sofrer"

"O rabino Moshe de Sassov reuniu os seus discípulos para dizer que, finalmente, havia aprendido como amar seu próximo. Todos pensaram que o santo homem tivera uma revelação divina, mas Moshe negou.
- Na verdade – comentou ele – hoje de manhã eu saía de casa para algumas compras quando vi minha vizinha, Esther, conversando com seu filho.

Ela lhe perguntou: “Você me ama?”

O filho disse que sim. Então Esther insistiu: “Você sabe o que me faz sofrer?”

“Não tenho a menor idéia” respondeu o filho.

“Como pode me amar, se não sabe o que me faz sofrer? Procure descobrir rápido todas as coisas que me deixam infeliz, pois só assim seu amor será impecável.”

E o rabino Moshe de Sassov concluiu:

- O verdadeiro amor é aquele que consegue evitar sofrimentos desnecessários."
 

Postado por Paulo Coelho em 07 de março de 2010 às 03:01

Quantas vezes já nos interrogámos sobre o que é o amor e como o demonstramos às pessoas que amamos?
Bem, aqui temos uma bela explicação de como mostrar o nosso amor pelo próximo.
É exactamente como pedir desculpas, para quê pedi-las se as podemos evitar?
Seria bom que todos nós pensássemos nisto, em como evitar sofrimentos desnecessários...certamente o mundo seria melhor, mais equilibrado, com mais paz, amor e união.

Mya Keats

(escrito por A.Teresa)

1 comentário:

  1. Concordo, mas tembém acho que errar é humano e só assim, poderemos descobrir como amra verdadeiramente uma pessoa, ao acir, errar e depois, pedir desculpas! "No meio é que está a virtude"

    ResponderEliminar