terça-feira, 9 de março de 2010

"Um pedaço de mim..."


O que se faz quando não se tem vontade de levantar todos os dias da cama e encarar as pessoas que vivem junto a nós?

O que se deve sentir quando a nossa vida já não faz sentido; não tem qualquer valor no fundo da alma?

Sempre fui crente em Deus. A minha fé era pura e sem dúvidas mas sinto que ele já não está comigo e junto a mim e, se ele não está comigo porquê ainda continuo aqui? No mundo? Ele era a força que me guiava no meio de tantos caminhos de trevas e escuridão. Eu via-o naquelas pessoas que contribuíam para a minha chama interior mas essas pessoas desapareceram no meio do nevoeiro da minha vida.

Aconteceu tudo tão rápido que o meu coração  se fechou. Agora não o sinto.

Neste momento não sinto junto de mim as pessoas mais importantes da minha vida. Não sinto vontade de me rir; não sinto vontade de viver.

Só tenho vontade de desistir de tudo e de todos mas penso sempre naqueles que ainda não me deixaram. Mas a dor é tanta. Não sei para onde fugir ou refugiar pois esta encontra-me sempre.

Estou em total desespero. Preciso de falar, de dizer o que sinto e penso mas parece que ninguém me compreende. Sinto que para elas não passo de uma miúda mimada que só por não ter uma vida difícil não tenho razão para tal sofrimento. Mas o que acho é que não mereço o corpo, nem a vida que me foi dada.

Só queria ficar num canto sozinha no meio da escuridão sem ninguém e esperar pelo silêncio eterno.

Keli Ruthven

(escrito por A.Teresa)

1 comentário:

  1. Que posso dizer? Primeiro, não percas nunca a fé em Deus! E depois, eu estou aqui para te ouvir, por vezes és tu que não te dás conta disso!

    E desculpa, mas nunca vais "ficar num canto" e muito menos "sem ninguém"!

    ResponderEliminar