sábado, 10 de julho de 2010

O meu espelho mágico.



Sabes, por vezes, quando olho para o espelho, imagino-me a entrar dentro dele. A entrar num mundo paralelo e incrível.
Num mundo que esteve sempre ali, dias e dias à minha espera, à espera que eu abrisse o meu coração e conseguisse ver as coisas simples mas boas e completamente mágicas da vida.

Agora, sinto-me tão bem! Não imaginas... Sinto-me viva de novo.
Sinto que encontrei o resto de mim, aquele pedacinho que apesar de ser pequeno, deixava entrar o frio das tempestades que me deixavam tão assustada e gelada.
Agora tenho um segredo só meu!
 Um mundo que me acolhe tão calorosamente.
Um mundo onde posso ser eu, só eu verdadeiramente, utilizando este para representar.
Representar pessoas, sentimentos ou histórias que gostaria de viver mas que não são minhas, não me pertencem, não pertencem ao meu eu puro e simples.

Keli Ruthven

(escrito por A.T.)

Sem comentários:

Enviar um comentário