sábado, 28 de agosto de 2010

Não esperes...

O que esperar, quando somos seres vazios e sós?
O que esperar dos outros, quando simplesmente não damos nada?
O que esperar quando não esperamos nada?!

Nada, simplesmente não esperamos nada!

Quando todos nos viram as costas quando mais precisamos, seja de um carinho, um sorriso, uma mera palavra, só nos resta virar a cabeça, fechar o nosso coração e seguir outro caminho.

Às vezes é difícil, verdade. Mas é mais duro e difícil tantas desilusões e facadas daqueles que pensamos que são “Alguém” mas que não passam de simples “Ninguém” na nossa vida, no nosso caminho.

Tantas portas, janelas fechadas na cara. Tantas chuvas, ventanias e tempestades, levaram todos os pedaços do meu coração que nem sequer tiveram tempo  nem oportunidade de se unirem, de se curarem.

Agora o que resta?
Nada?! Simplesmente um vazio em “Alguém” que vagueia por este mundo sem nada esperar dos outros que nada lhe deram se não tirar-lhe a essência de viver, o calor da vida, a razão de brilhar – o coração.



Mya Keats
(Pensamentos de Te Oli.)

1 comentário:

  1. Para além de triste e sem esperança... Está Lindo.
    Não estás só...

    ResponderEliminar