sábado, 5 de maio de 2012

Eu simplesmente não quero ser assim



Custa sermos algo que não queremos mas, que já não conseguimos mudar.. porquê?
Porque as pessoas já estão tão habituadas que não aceitam a mudança de outra pessoa, criticando, apontando o dedo e por vezes, deixando por completo essa pessoa para trás.
Eu queria mudar, ser aquilo que sempre imaginei e quis ser, mas o mínimo que mude, há sempre alguém apontar o dedo e a dizer, "andas estranha, já não és o que eras..". Não vêm perguntar, "Estás diferente, o que se passa? Porque estás a mudar as tuas atitudes? É por alguma razão em particular? Precisas de alguma coisa?"
Isto começa a cansar, porque eu não quero ser uma pessoa que não gosto, não quero ser o cachorrinho de ninguém, não quero ser a manipulada por todos, não quero ser a palhaça de serviço, não quero ser a solitária, nem a pessimista... queria ser apenas, aquilo que ambiciono ser e que, se gostam, ainda bem, porque vou estar sempre aqui, mas se não gostam, simplesmente não falem, afastem-se, vivam as vossas vidas e deixem-me viver a minha. 

Isto é o que pensamos quando estamos sozinhos e queremos mudar alguma coisa mas não temos coragem... quem me dera arranjar essa coragem e conseguir tudo aquilo por que estou a lutar e a esforçar-me, sem me importar com o mal que os outros me desejam..
Desejo o mesmo a todos vocês, que lutem por aquilo que querem e não liguem à 'dor de cotovelo' de ninguém, simplesmente não merecem a nossa atenção nem confiança e há muitos supermercados onde possam comprar Nivea...

Ana Oliveira

5 comentários:

  1. tá brutal o texto , identifico-me imenso, tomara que chegue o dia que consigas mudar, tanto o teu como o meu :) Até lá,temos de ter muita paciÊncia não concordas?Beijinho

    ResponderEliminar
  2. temos de seguir os nossos pensamentos...concordo com o teu texto..

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente com o que dizes no teu texto, claro que nem sempre é fácil ter a determinação suficiente para romper com as barreiras que os outros nos vão colocando, mas no final das contas temos fazê-lo por nós próprios, temos esse dever para connosco, para mantermos a verdade da nossa essência
    Gostei do teu blog e vou seguir ;) se puderes visita o meu cantinho e segue também o meu***

    ResponderEliminar
  4. Não tens de ser como os outros querem que sejas mas como tu te sentes bem.
    Não tenhas medo da mudança :D
    EStou a seguir, passa no meu :p

    http://www.captivatingcolor.blogspot.pt/

    *

    ResponderEliminar
  5. Adoro por completo como foi o teu remate no final do texto!
    És mesmo tu Teresa, gosto imenso de ti <3

    ResponderEliminar